Rádio Educadora
Está Tocando Agora

MANHÃ 103

Com Tiago Almeida até as 09:59
NOTÍCIAS

Postado em: 24/02/2021 às 08:03
354 Visualizações

Feirantes do Mercado Municipal ainda sofrem com prejuízos causados pela chuvarada de janeiro

Hortaliças, verduras e legumes apodreceram nas hortas com tanta umidade no mês passado


Foto: Novos canteiros da Francieli já estão em fase de desenvolvimento

A chuvarada do mês de janeiro ainda afeta produtores de hortaliças em Laranjeiras do Sul e toda a região. Com o excesso de umidade hortas inteiras tiveram que ser replantadas pois muita chuva fez com que os pés de verduras, hortaliças e legumes apodrecessem.

Os agricultores que vendem suas produções no mercado municipal de Laranjeiras do Sul sentiram a quebra na produção e também no bolso.

Segundo Fátima Luzia Amorim, moradora do 8 de Junho, as hortas já estão se recuperando.

“A chuva atrapalhou no crescimento das hortaliças. Danificou principalmente as alfaces que acabou apodrecendo. Os brócolis também apodrecerbram as cabeças. Agora com um período bom de sol já estamos conseguindo recuperar porque também perdimos bastantes canteiros”, conta.

A falta de hortaliças foi sentida pelos clientes da feira. Francieli Severiano, moradora do Faxinal Grande, também comenta a perda de produção. “Dezembro e janeiro deu muito prejuízo, estragou as hortaliças e comprometeu as novas plantações. Com a terra muito encharcada não tinha como fazer novos canteiros”, lembra. Segundo Franci, com as perdas, ela que tem como principal venda no mercado municipal as hortaliças, a renda da família ficou comprometida. “Tive um grande prejuízo financeiro”, destaca.

Segundo Elizabete Pechinski Humeniuk, moradora do Barro Preto, até mesmo o feijão que ela vendia na feira foi perdido. “Tá difícil porque o tempo de chuvada me deu uma perca de aproximadamente 50 sacas de feijão vermelhinho e carioca. E verdura, quem não tinha estufa perdeu tudo. Tudo eu vendo aqui na feira e isso faz falta pra gente”, afirma.

Elizabete já fez o plantio da safrinha de feijão e aguarda boas produtividades.

Compartilhe essa Notícia