Rádio Educadora
Está Tocando Agora

CORAÇÃO SERTANEJO

até as 23:59
NOTÍCIAS

Postado em: 02/01/2023 às 22:42
0 Visualizações

Copinha: Corinthians, São Paulo e Santos buscam desbancar "desfalcado" Palmeiras

A Copa São Paulo de Futebol Júnior dá seu pontapé inicial nesta segunda-feira (2)


Foto: Internet

Sonho e realização. Expectativa e afirmação. Garotos de todos os cantos do País, nascidos entre 2002 e 2007, se reúnem no Estado de São Paulo com a ambição de se destacar no torneio mais importante das categorias de base no futebol brasileiro. A Copa São Paulo de Futebol Júnior dá seu pontapé inicial nesta segunda-feira. 128 equipes se dividem em 32 grupos para a disputa da primeira fase.

Os dois primeiros colocados de cada grupo avançam para a fase eliminatória, que será disputada em jogos únicos. Quem chegar à final, em 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo, passará por sete etapas. Novamente sem poder contar com o Estádio do Pacaembu, que está concedido à iniciativa privada e passa por profunda reforma, a Federação Paulista de Futebol (FPF) definirá apenas às vésperas da decisão o palco da decisão.

O regulamento prevê que a determinação do estádio da final da Copinha observará critérios técnicos e de segurança - seguindo sugestões do Ministério Público. O jogo será obrigatoriamente celebrado na capital paulista. Se um clube paulistano chegar à decisão com a melhor campanha, seu estádio receberá o jogo. Caso o clube paulistano finalista não seja o dono da melhor campanha, caberá à FPF indicar o lugar da final. Mesma situação ocorre se os finalistas não forem da capital. No mesmo documento, a FPF indica que poderá utilizar o árbitro de vídeo (VAR) a partir das quartas de final.

PALMEIRAS

Campeão inédito em 2022, o Palmeiras não contará com Endrick, que já está à disposição da equipe principal, mas acredita no potencial de outros atletas para garantir o segundo troféu consecutivo. A equipe alviverde é a primeira grande da capital paulista a entrar em campo na Copinha. Sediado em São José do Rio Preto, no estádio Anísio Haddad, o Palmeiras estreia diante da Juazeirense, na terça-feira, às 19h30.

No Grupo 3, os palmeirenses ainda têm como adversário o dono da casa, Rio Preto. O amapaense Santana, último integrante da chave, desistiu de participar do torneio. Seus jogos serão considerados como W.O. Assim, Palmeiras, Rio Preto e Juazeirense farão apenas dois jogos na primeira fase.

Sem Endrick, pedem passagem nesta Copinha o meia Luis Guilherme, de 16 anos, e o atacante Estêvão, de somente 15. O time alviverde mescla integrantes dos times sub-17 e sub-20. São dez inscritos remanescentes do título. Luis Guilherme fez uma última temporada espetacular e falou do desejo de conquistar outra Copinha.

"Chego motivado para fazer mais uma vez história com essa camisa. Claro, respeitando todos os adversários. Na primeira vez, fiquei sem acreditar por disputar a Copinha com apenas 15 anos, estava ansioso. Agora, espero fazer uma grande competição e me destacar", avaliou.

CORINTHIANS

No Grupo 12, o Corinthians também faz sua primeira partida na terça-feira. Às 21h45, mede forças com o alagoano Zumbi, da cidade de União dos Palmares. O conjunto alvinegro tem a companhia de Ferroviária e do Fast Clube, do Amazonas. As partidas acontecem na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara.

Uma das principais decepções da Copinha em 2022, quando caiu na terceira fase, sem erguer a taça desde 2017, o Corinthians quer mudar o panorama e fazer valer a pompa atribuída ao maior campeão do torneio, com 10 títulos.

Os olhos dos torcedores alvinegros ficam voltados para as atuações de Léo Mana, Guilherme Biro, Arthur Sousa, Matheus Araújo e Bruno Bidon. No time comandado pelo técnico Danilo, campeão continental e mundial com o clube, Pedrinho é o jogador que mais desperta interesse do mercado europeu. Com 18 anos, o meia é frequentemente elogiado por sua visão de jogo.

SANTOS

Vice-campeão na última edição, o Santos, dono de três taças, começa sua trajetória na Copinha na quarta-feira, às 15h, diante do São Raimundo, de Roraima. A equipe da Baixada conta com um fator especial. Jogará no ABC Paulista, em Santo André, na mesma cidade em que o Rei Pelé marcou seu primeiro gol como profissional pelo time da Vila Belmiro.

No torneio, o Santos fará homenagem ao seu ídolo máximo que morreu na última quinta-feira e usará uma coroa sobre seu escudo no uniforme. No Grupo 26, o Estádio Bruno José Daniel, também tem as presenças do Santo André e do sergipano Falcon.

O time alvinegro aposta no atacante Deivid como um dos motores em busca do tetra. Citado por veículos internacionais como uma das grandes promessas do futebol, o jovem de 17 anos tem multa rescisória de R$ 100 milhões com o Santos. O meia boliviano Miguelito, de 18 anos, também é promissor.

SÃO PAULO

O São Paulo é o último grande da capital a estrear na Copinha 2023. Agora sob o comando de Belletti, substituto de Alex, o time tricolor atuará em Marília, no Estádio Bento de Abreu. O primeiro compromisso é na quarta-feira, às 21h45, contra o Porto Velho, de Rondônia.

Ganhador por quatro vezes do torneio, o São Paulo foi eliminado na última temporada apenas na semifinal, diante do campeão Palmeiras. Na ocasião, o jogo ficou marcado negativamente pelo fato de torcedores são-paulinos invadirem o campo da Arena da Barueri. Uma faca também foi atirada no gramado, e o time do Morumbi foi multado em R$ 20 mil.

Dois nomes do São Paulo podem ganhar projeção. O meia Pedrinho e o atacante Newerton são boas apostas de Cotia para o futuro da equipe principal. Pedrinho, de 20 anos, atuou na Copinha de 2022, mas sofreu uma lesão no joelho e não pode prosseguir. Já Newerton, de 17 anos, é apontado como "novo Antony" e gera grandes expectativas pela pouca idade e qualidade técnica apurada. Outros jovens de destaque são o goleiro Leandro Mathias, de 18, e o atacante nigeriano Azeez Balogun, de 19.

Compartilhe essa Notícia