Login Rádio Educadora

Você só precisa fazer login para continuar

Programação Educadora

Interagir com o chat
Recados do programa: Voz do Brasil

Bom dia manda um abraço pro pessoal aqui do MIMUS PET SHOP que inaugurou sabado passado... estamos na escuta ai pessoal.. Grande ABRAÇO a todos voçês

Por Douglas Casasola em 22/08/2019 às 08:00h
Programa Manhã 103

Bom dia,sou de Nova Laranjeiras-PR,estou ouvindo a rádio na minha loja de produtos naturais Cristalinas. Tere Casanova Manda um Oii

Por Elis Marina Hennig em 19/08/2019 às 12:00h
Programa Jornal Educadora

Olá sou o Antonio carlos de mafra SC. Também estou ligado na educadora.abrç.

Por Antonio Carlos Moreira Moreira em 18/08/2019 às 23:07h
Programa Musica da 103

bom dia, estou em Chopinzinho ouvindo esta radio muito boa, eduardo

Por Eduardo Luiz Neotti Neotti em 18/08/2019 às 10:12h
Programa Bolicho do Galizé

Bom dia amigos... lembrando que hoje no Haikai delivery haverá atendimento combinados a partir de 50 reais.

Por Patricia Collaço em 17/08/2019 às 09:14h
Programa Estação 103

toca Modern Talking - Atlantis Is Calling para Vainer informática

Por Aron Vainer em 12/08/2019 às 19:16h
Programa Hits Memory 103

ola antonio sou a marines do guarai estou ouvindo vc

Por Bento Machado em 12/08/2019 às 14:08h
Programa Tarde Sertaneja

o loira q gosta de arumar os cabelo eu to vendo

Por Vinicius Chaves em 03/08/2019 às 14:46h
Programa Pediu Tocou

Bom tarde aqui na borracharia Damer no Covo so da e103.fm

Por Evandro Damer em 31/07/2019 às 13:41h
Programa Tarde Sertaneja

moro em wenceslau braz pr pesso uma musica para ouvir me chamo orlando

Por Orlando Da Silva Marondes Junior em 30/07/2019 às 18:16h
Programa Rancho 103

Boa noite Giovane,tios bem? É a Bruna de Rio Bonito. Gostaria de pedir a música traição da banda pérola negra.

Por Bruna Danieli em 27/07/2019 às 19:23h
Programa Top Bandas 103

Boa noite, tudo bem Giovani? Gostaria de escutar a música " traição" da banda pérola negra. Só pra curtir. Bruna de rio bonito do Iguaçu

Por Bruna Danieli em 27/07/2019 às 19:05h
Programa Top Bandas 103

Eu gostaria de participar para concorrer ao café da manhã dia 31/07, para minha filha Laisa Gabriela Cole de Oliveira, ela estuda na UFFS, mas está fazendo estágio na cooperativa, gostaria muito que no dia 31/07 ela ganhasse a cesta de aniversário, eu moro em Três Barras do Paraná, não poderei estar com ela nesse dia???? . Gostaria se possível ganhar para ela. Ela nunca ganhou numa festa., Sei q ficaria muito feliz.

Por Sol Cole em 25/07/2019 às 18:28h
Programa Rancho 103

Precisava do número do watssap da rádio meia com urgência

Por Sol Cole em 25/07/2019 às 18:23h
Programa Rancho 103

Boa noite, sou Solange de Três Barras do Paraná

Por Sol Cole em 25/07/2019 às 18:18h
Programa Rancho 103

Está tocando agora Voz do Brasil

Menu

Adolescentes com sobrepeso têm risco elevado de doença cardiovascular

Saúde

Em 16/05/2019 às 08:54 hrs

136 visualizações

Os resultados chamam atenção para a necessidade de cuidados desde o ganho de peso inicial dos adolescentes

Adolescentes com sobrepeso têm risco elevado de doença cardiovascularAdolescentes com sobrepeso têm risco elevado de doença cardiovascular

Adolescentes com sobrepeso apresentam o mesmo risco de doença cardiovascular que jovens obesos, mostra pesquisa da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Presidente Prudente e Marília. O estudo, apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de São Paulo (Fapesp), foi desenvolvido com 40 adolescentes com idades entre 10 e 17 anos e comparou resultados de testes cardíacos entre grupos de obesos e com excesso de peso. Os resultados foram publicados na revista científica Cardiology in the Young.

"Já sabemos que adolescentes obesos têm alto risco de desenvolver, mais futuramente, uma doença cardiovascular como hipertensão; dislipidemia, que inclui aumento nos triglicérides e aumento no colesterol HDL no sangue; desenvolver diabetes, AVC, infarto. Mas quando comparando essas variáveis fisiológicas entre o grupo obeso e com sobrepeso a resposta deles foi idêntica", disse Vitor Engrácia Valenti, professor da Unesp de Marília e coordenador da pesquisa. Até então o sobrepeso na adolescência não era considerado um fator de risco tão importante.

Segundo o pesquisador, os resultados chamam atenção para a necessidade de cuidados desde o ganho de peso inicial dos adolescentes. ?Quando começam a perceber a questão de alimentação, de exercício físico, sedentarismo, quando percebem que o filho já está começando a entrar um pouco no sobrepeso, começa a perceber gordura na barriga, que ele tem dificuldade para realizar algum tipo de esforço é importante levar o filho ao cardiologista, nutricionista, endocrinologista. É fazer ações preventivas?, disse.

A Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2017 e feita pelo Ministério da Saúde, aponta que quase um em cada 5 (18,9%) brasileiros são obesos e que mais da metade da população das capitais brasileiras (54%) estão com excesso de peso. Valenti, a partir de dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), chega a conclusão de que o país tem cerca de 35% de crianças com sobrepeso e 15% obesas.

Estudo
Os pesquisadores dividiram os 40 adolescentes em dois grupos com meninos e meninas na mesma proporção e com diferentes valores de escore-z ? escala usada no diagnóstico nutricional de crianças e adolescentes, baseada no número de desvios padrão acima ou abaixo da média da população na mesma idade.

Eles foram submetidos a um protocolo de exercício físico moderado, de caminhada por 20 minutos em uma esteira sem inclinação, que exigia 70% da frequência cardíaca máxima estimada para a faixa de idade.

A variabilidade da frequência cardíaca dos adolescentes foi medida antes e depois do exercício para avaliar a velocidade de recuperação cardíaca na sequência da atividade física. De acordo com os pesquisadores, essa medida permite analisar o risco de uma pessoa apresentar uma complicação cardiovascular imediatamente após uma atividade física e também estimar o risco de ter uma doença cardiovascular no futuro.

Nos primeiros segundos de um exercício físico, há uma redução da atividade do sistema nervoso parassimpático, que é responsável por estimular ações que relaxam o corpo, como desacelerar os batimentos cardíacos. Após os primeiros 50 a 60 segundos do esforço físico, há um aumento da atividade do sistema nervoso simpático ? estimulando ações de resposta a situações de estresse, como a aceleração dos batimentos cardíacos, por meio dos efeitos da adrenalina.

Segundo Valente, estudos anteriores demonstraram que, quanto maior o tempo que esse sistema nervoso autônomo demora para se estabilizar após o exercício e, consequentemente, recuperar a frequência cardíaca normal, maior também é a predisposição para o desenvolvimento de uma doença cardiovascular ou metabólica.

Seja o(a) primeiro a comentar!

Enviando Comentário Fechar :/

Está tocando agora Voz do Brasil

Com Programação Educadora até às 21:59h