Login Rádio Educadora

Você só precisa fazer login para continuar

Tiago Almeida

Interagir com o chat
Recados do programa 103 RURAL

Está tocando agora 103 RURAL

Com Tiago Almeida até às 06:59h

Menu

Alunos de 127 cidades do Paraná não terão aula nesta quarta-feira (30) por causa da greve dos caminhoneiros

Educação

Em 30/05/2018 às 08:43 hrs

124 visualizações

Desde segunda (28), a Secretaria de Estado da Educação (Seed) já tinha anunciado suspensões em algumas cidades. Desde então, o número de municípios sem aula só aumenta.

Estudantes de 127 cidades do Paraná tiveram as aulas suspensas nesta quarta-feira (30) (Foto: Hedeson Alves )Estudantes de 127 cidades do Paraná tiveram as aulas suspensas nesta quarta-feira (30) (Foto: Hedeson Alves )

Alunos de colégios de 127 das 399 cidades do Paraná terão as aulas suspensas nesta quarta-feira (30) por causa da greve dos caminhoneiros.
Além do problema da locomoção, muitas escolas e colégios já estão sem gás de cozinha e com poucos suprimentos para a merenda escolar, segundo a Secretaria de Estado da Educação (Seed).
Desde segunda (28), a secretaria já tinha anunciado suspensões em algumas cidades. Desde então, o número de municípios sem aula só aumenta.
 
Em Arapoti, Morretes e Cruzeiro do Oeste, as aulas são realizadas de maneira parcial. Nas 167 escolas estaduais da capital e nas demais cidades as aulas estão mantidas.
“Os alunos que não puderam comparecer por falta de transporte terão as faltas lançadas no sistema, no entanto, serão justificadas e os conteúdos repostos”, explica a secretária da Educação, Lucia Cortez.
Dos 399 municípios, 133 também tiveram transporte escolar suspenso na quarta, ainda de acordo com a Seed.

As suspensões não prejudicarão o calendário escolar e todos os estudantes terão as aulas repostas, garante a Secretaria de Educação. A orientação é para que os pais e responsáveis entrem em contato com as escolas onde os filhos estudam para verificar se há aula ou transporte normal, parcial ou não.
Confira a situação de cada um dos 32 núcleos regionais de educação do Paraná.
 

Nove dias de greve
 
Até o início da noite, havia 177 pontos de manifestações nas estradas estaduais e 84 nas federais.
Alguns serviços estão se normalizando. Em Curitiba, Guarapuava, União da Vitória, Maringá, Londrina, Cianorte, Cascavel e Foz do Iguaçu postos voltaram a receber combustíveis, e filas de veículos para abastecer se formaram em muitos deles.
Também há registros de revendas que receberam botijões de gás e oxigênio em hospitais.
O presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno, defendeu o fim da greve após uma reunião com representantes do Governo do Paraná e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Curitiba.

"Não vemos mais objetivo do movimento continuar. Recebemos a informação de que existem caminhoneiros com vontade de terminar a greve, mas não estão conseguindo deixar os locais de manifestação", disse.

Fonte: G1 Paraná

Seja o(a) primeiro a comentar!

Enviando Comentário Fechar :/

Está tocando agora 103 RURAL

Com Tiago Almeida até às 06:59h