Login Rádio Educadora

Você só precisa fazer login para continuar

Antônio Cruz

Interagir com o chat
Recados do programa: Na hora do mate

Bom dia, estamos aqui na Panificadora, iniciando os trabalhos

Por Moises Gandin em 06/06/2020 às 06:19h
Programa Festa na Roça

Boa tarde Exmo. Ver. e excelente radialista Antônio Cruz, parabéns pelo seu empenho no combate aos privilégios.

Por Odair Manfroi em 01/06/2020 às 13:39h
Programa Tarde Sertaneja

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 13:02h
Programa Musica da 103

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 12:57h
Programa Prosa e Gaitaço

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 12:46h
Programa Prosa e Gaitaço

fala queria que vc tocasse: Travis Scott THE SCOTT esse é o nome da música

Por Kaua Ricardo em 31/05/2020 às 12:44h
Programa Prosa e Gaitaço

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 12:40h
Programa Prosa e Gaitaço

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 12:33h
Programa Prosa e Gaitaço

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 12:26h
Programa Prosa e Gaitaço

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 12:21h
Programa Prosa e Gaitaço

Bom dia povão da 103 e o Valdecir de larangeira do sul tô trabalhando em campo Mourão queria partecipar do serteio e pedir pra vc mandar um abraço pra minha família formiga do palmeiras

Por Valdecir Leoni Lucas em 31/05/2020 às 08:39h
Programa Bolicho do Galizé

Bom dia Tiago. Seu programa é top de mais. Aqui é o Natanael de Saudade do Iguaçu. Mnada um salve ai.

Por Miro Cenci em 26/05/2020 às 07:35h
Programa Manhã 103

Boa tarde. Aque é o Natanael de Sudade do Iguacu e tamos na lida aqui no posto avenida. manda um salve ai pro Natanael e pro Mateus e se pude toca ai uma moda sertanja das boa. Um abraço.

Por Miro Cenci em 23/05/2020 às 14:45h
Programa Pediu Tocou

Milha mora bem perto da Radio Um abraço Evandro de Barra do Turvo para toda Laranjeiras do Sul

Por Evandro Mancio em 15/05/2020 às 15:57h
Programa Super Tarde

BOA TARDE UM ABRAÇO FALO DE BARRA DO TURVO -S P MINHA FILHA ESTUDA AI NESTA CIDADE LINDA E MARAVILHOSA

Por Evandro Mancio em 15/05/2020 às 15:51h
Programa Super Tarde

Está tocando agora Na hora do mate

Com Antônio Cruz até às 18:59h

Menu

Auxílio: quem deve ter direito e como deve funcionar a ajuda de R$ 600 para trabalhadores informais

Economia

Em 31/03/2020 às 07:58 hrs

4958 visualizações

Projeto foi aprovado no Congresso e vai para sanção de Bolsonaro. Mães que forem chefes de família poderão receber R$ 1,2 mil

Auxílio: quem deve ter direito e como deve funcionar a ajuda de R$ 600 para trabalhadores informaisAuxílio: quem deve ter direito e como deve funcionar a ajuda de R$ 600 para trabalhadores informais

O Senado aprovou nesta segunda-feira (30) um auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais por três meses em razão da pandemia do coronavírus. A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber R$ 1,2 mil por mês.
A ajuda já tinha sido aprovada na Câmara, na última quinta-feira (26) e o projeto agora seguirá para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.
O Congresso determinou um valor maior que o proposto pelo Executivo, que era de R$ 200, depois de articular com o governo. 

Quando começa o pagamento?
 
O governo federal ainda não informou a data de início do pagamento. Isso porque o benefício será criado por um Projeto de Lei (PL), que já foi aprovado pela Câmara, que aumentou o valor proposto, e pelo Senado. Agora, precisa ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, para começar a valer.
 

Quem tem direito?
 
Segundo o projeto de lei, o benefício será pago a trabalhadores informais, desempregados e MEIs.
Será preciso se enquadrar em uma das condições abaixo: ser titular de pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI);
estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia dia 20 de março;
cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.
 
Além disso, todos os beneficiários deverão:

ter mais de 18 anos de idade;
tenham renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
tenham renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família;
não tenham recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.
 
A mulher que for mãe e chefe de família, e estiver dentro dos demais critérios, poderá receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês.

Na renda familiar, serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma residência, exceto o dinheiro do Bolsa Família. 

É preciso estar inscrito no CadÚnico?
 
O trabalhador de baixa renda não precisará estar inscrito no CadÚnico para receber o benefício – será necessário apenas cumprir com o limite de renda média.
O CadÚnico vai auxiliar na verificação dessa renda para quem está inscrito – para que não está, a verificação será feita por meio de autodeclaração em plataforma digital. Ainda não foi informado como essa declaração será feita. 

Quem não tem direito?
 
O auxílio não será dado a quem recebe benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família.
No caso do Bolsa Família, o beneficiário poderá optar por substituir temporariamente o programa pelo auxílio emergencial, se o último for mais vantajoso.
Se o beneficiário for contratado no regime CLT ou se a renda familiar ultrapassar o limite durante o período de pagamento, ele deixará de receber o auxílio. 

Como pedir o benefício? Já é possível se inscrever?
 
Ainda não. O projeto de lei não informa como os trabalhadores deverão se inscrever para receber o benefício e nem a partir de quando.
O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, pediu, nesta segunda (30), que as pessoas não deem seus dados a sites que digam que estão fazendo inscrições para o programa e nem procurem os bancos neste momento, porque o sistema de pagamento ainda não está definido.

Quando o benefício foi anunciado (então de R$ 200), o governo informou que o pagamento seria automático para os inscritos no CadÚnico que se enquadrassem no programa, mas isso ainda não foi confirmado.
O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou na segunda-feira (30) que o governo pedirá ajuda às comunidades espalhadas pelo país para cadastrar os trabalhadores informais. De acordo com o Tesouro, "todos os mecanismos" para encontrar essas pessoas serão utilizados. 

De que forma será feito o pagamento?
 
O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que pretende fazer os pagamentos não só em agências, mas também via lotéricas e aplicativo de celular.
Para quem não é correntista da Caixa, deve ser adotado um calendário para o pagamento do benefício, para evitar um número muito grande de pessoas nas agências de uma só vez. Mais informações devem ser divulgadas nos próximos dias.
Guimarães diz que será possível fazer a transferência sem custo. O tema é discutido com o INSS, que vai operar a base de beneficiados.

Limites
 
O projeto estabelece ainda que só duas pessoas da mesma família poderão acumular o auxílio emergencial.
Será permitido a duas pessoas de uma mesma família acumularem benefícios: o auxílio emergencial e o Bolsa Família. Se o auxílio for maior que a bolsa, a pessoa poderá fazer a opção pelo auxílio. 

Quanto tempo deverá durar o auxílio?
 
No anúncio da semana passada, o governo estimou que o benefício deverá durar 3 meses ou até o fim da emergência do coronavírus no país. O relator do projeto aprovado na Câmara, Marcelo Aro (PP-MG), disse que a validade do auxílio poderá ser prorrogada de acordo com a necessidade. 

Impacto na economia
 
A previsão do governo federal é que o auxílio deverá injetar R$ 5 bilhões por mês na economia, ou seja, cerca de R$ 15 bilhões em todo o período estimado.
O dinheiro sairá dos cofres da União, que ganhou fôlego após a aprovação do estado de calamidade pública, que permite ao governo descumprir a meta fiscal de 2020, que seria de déficit de R$ 124 bilhões, e agora poderá se endividar mais.

Seja o(a) primeiro a comentar!

Enviando Comentário Fechar :/

Está tocando agora Na hora do mate

Com Antônio Cruz até às 18:59h