Login Rádio Educadora

Você só precisa fazer login para continuar

Programação Educadora

Interagir com o chat
Recados do programa: Voz do Brasil

Boa tarde tali td bem gatona manda um oi pra nós aqui do Pv lucineia vieira na esculta

Por Lú Vieira em 03/02/2021 às 15:27h
Programa A Tarde é Show

Boa tarde, bom trabalho,Candói dele chuva kkkk.

Por Jorge Lopes em 28/01/2021 às 11:57h

Boa Tarde, uma ótima sexta feira

Por Jorge Lopes em 22/01/2021 às 12:19h
Programa Jornal Educadora

Manda alô aqui, minha querida, Edson Dolinski, Mamborê/PR, na Advocacia Dolinski, te ouvindo. Bjo!

Por Edson Dolinski em 22/01/2021 às 11:17h
Programa Super Manhã

Toca Anunciação- Alceu Valensa

Por Val Machado em 22/01/2021 às 09:00h
Programa Manhã 103

Bom dia. Estamos trabalhando na loja e ouvindo a 103 junto com minha bebê de 3anos, manda beijos a ela que fez aniversário dia 11/01, Barbara. Mamãe Valdirene Machado.

Por Val Machado em 18/01/2021 às 09:56h
Programa Manhã 103

Boa tarde. assistimos todos os dias: Jorge de Candói

Por Jorge Lopes em 14/01/2021 às 12:10h
Programa Jornal Educadora

SOU A ZERLI DE CASCAVEL GOSTARIA DE PEDIR UMA MUSICA MEU VELHO PAI OFEREÇO AO MEU PAISEU DAURI DO RIO BANANA QUE TA DE ANIVERSARIO HOJE

Por Zerli Quadros em 08/01/2021 às 14:11h
Programa A Tarde é Show

Bom dia para Roncador - Paraná e ao grande amigo celso jr um abraco do Eluir Ribeiro.

Por Eluir Jr. em 07/01/2021 às 09:49h
Programa Manhã 103

Bom dia! Aqui é o Guido Favero de Chopinzinho estamos ligado no bolicho Assando uma ponta de peito caprichada Toca pra nós o milagre do ladrao zilo e zalo

Por Willian Zuconelli Favero em 13/12/2020 às 12:01h
Programa Prosa e Gaitaço

Oi tio!!! É o Henry daqui do MT!!! Abraço pra vcs!!! Manda ou abraço para o povo la da casa!!! Fique com Deus!!!

Por Mara Souza em 03/12/2020 às 20:38h
Programa Ferro Velho

Super Manhã no ar

Por Luiz Lima em 01/12/2020 às 10:04h
Programa Super Manhã

bom dia toca agrofara

Por Daniel Tartari Santos em 23/11/2020 às 08:42h
Programa Manhã 103

Bom dia aqui e o Lucas Alves Quero mandar um abraço para minha família to acompanhando a radio por internet aqui de lages Santa Catarina

Por Lucas Alves em 22/11/2020 às 10:31h
Programa Bolicho do Galizé

Como está Guarapuava? Por favor

Por Cristiane Belloni em 15/11/2020 às 18:46h
Programa Laço do Peão

Está tocando agora Voz do Brasil

Menu

Bolsonaro critica Petrobras e diz que vai zerar impostos federais no diesel e no gás de cozinha

Economia

Em 19/02/2021 às 07:40 hrs

550 visualizações

Medidas valem a partir de 1º de março e mudança no diesel valerá por dois meses, disse. Impacto no valor do botijão é de 3%, segundo dados da Petrobras; Bolsonaro falou que 'algo vai acontecer' na estatal, sem dar detalhes

Bolsonaro critica Petrobras e diz que vai zerar impostos federais no diesel e no gás de cozinhaBolsonaro critica Petrobras e diz que vai zerar impostos federais no diesel e no gás de cozinha

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (18) que, a partir de 1º de março, cairá a zero a cobrança de impostos federais sobre o gás de cozinha. Segundo o presidente, essas alíquotas ficarão zeradas para sempre.
O anúncio foi feito durante transmissão em redes sociais. No mesmo vídeo, Bolsonaro anunciou que vai zerar por dois meses, a partir de 1º de março, os impostos federais que incidem sobre o óleo diesel.
O presidente também fez críticas à Petrobras e, mesmo citando que a empresa tem autonomia, afirmou que "algo vai acontecer" na estatal nos próximos dias (veja detalhes abaixo).
Bolsonaro não informou, na live, o impacto estimado das medidas sobre a arrecadação do governo e sobre os preços do botijão de gás e do litro de diesel.

Bolsonaro afirmou que o botijão de gás de cozinha está sendo vendido para o consumidor a R$ 90, enquanto na origem o valor dele é de R$ 40. “Se está R$90, os R$ 50 é imposto estadual e margem de lucro das distribuidoras”.
Segundo informações da Petrobras com dados coletados entre 31 de janeiro e 6 de fevereiro deste ano, o preço do gás de cozinha tem a seguinte composição: 

47%: custos do próprio gás;
35%: custo de distribuição e revenda;
15%: ICMS, imposto estadual;
3%: impostos federais (PIS/PASEP e Cofins).
 
Levando em consideração o preço médio de R$ 90 anunciado pelo presidente Bolsonaro, o peso dos impostos federais por botijão é de R$ 2,70.

“Temos agora que achar uma maneira de mostrar à população quanto é o ICMS de cada estado e sobra, então, uma margem de lucro da distribuidora, né, e o valor da distribuição. Para o pessoal saber quem é que, realmente, porventura está abusando aí para vender o gás na ponta da linha", disse o presidente.
Já no preço do diesel, segundo os dados da Petrobras com base no diesel S-10, a composição tem esse perfil: 

49%: custo do combustível na Petrobras
15%: distribuição e revenda
13%: custo do biodiesel
14%: ICMS (imposto estadual)
9%: impostos federais (Cide-Combustíveis), PIS/Pasep e Cofins 

Petrobras
 
Ao anunciar as mudanças, o presidente criticou a Petrobras e disse, inicialmente, que não iria interferir na estatal. Logo em seguida, no entanto, afirmou que alguma coisa "vai acontecer" na empresa nos próximos dias. 

"Nesses dois meses nós vamos estudar uma maneira definitiva de buscar zerar o imposto para ajudar a contrabalancear esses aumentos, no meu entender excessivo, da Petrobras. Mas eu não posso interferir, nem iria interferir na Petrobras, se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, você tem que mudar alguma coisa, vai acontecer", disse.

Bolsonaro afirmou que o último reajuste de preço da Petrobras foi “fora da curva”. 

“Teve um aumento, no meu entender, aqui, eu vou criticar, um aumento fora da curva da Petrobras. 10% hoje na gasolina e 15% no diesel. É o quarto reajuste do ano. A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia”, afirmou.
 
A disparada no preço dos combustíveis preocupa o Palácio do Planalto. Gasolina e diesel caros são considerados, politicamente, ruins para a popularidade do governo. Além disso, preços altos podem significar um entrave para setores que dependem de transporte – ainda mais, em um momento em que a economia sofre para retomar o crescimento em meio à pandemia.
Desde 2017, a Petrobras adota como política de preço dos combustíveis as cotações internacionais, repassando as oscilações do mercado internacional e do câmbio.
Na última semana, o governo enviou ao Congresso Nacional um projeto de lei que prevê ICMS unificado em todo o país para combustíveis. O ICMS é cobrado nos estados e, pela regra atual, cada governo pode fixar sua alíquota sobre os produtos. O texto ainda não começou a tramitar.

Seja o(a) primeiro a comentar!

Enviando Comentário Fechar :/

Está tocando agora Voz do Brasil

Com Programação Educadora até às 21:59h