Login Rádio Educadora

Você só precisa fazer login para continuar

Zé Moraes

Interagir com o chat
Recados do programa: Prosa e Gaitaço

Bom Dia Tiago manda um alo pra minha familha ai de laranjeiras e de nova laranjeiras. Edenilson Antonio Cofroski de Primavera do Leste MATO GROSSO.

Por Edenilson Cofroski em 03/07/2020 às 08:41h
Programa Manhã 103

boa noite luizinho luciano Microlan https://www.youtube.com/watch?v=Ozmoe6hSBzo

Por Luciano de Carvalho Polonio em 01/07/2020 às 19:33h
Programa Ferro Velho

Bom dia Sr. Toca a música Lobisomem do Arvoredo do Mano Lima , oferecendo pro Vereador de virmond Cleomar Demétrio (POCA), todinho, e o Felipe, do campo das crianças.

Por Felipe Guilherme Zimermann em 28/06/2020 às 09:16h
Programa Bolicho do Galizé

MANDE UM ABRAÇO PRA MEUS PAIS NO RIO BANANAS SEU DAURI E DONA MARIA BONFIM SUA FAN NUMERO UM SOU A ZERLI DE CASCAVEL

Por Zerli Quadros em 25/06/2020 às 14:16h
Programa Tarde Sertaneja

BOM DIA THIAGO MANDA UM ALO PRA NOS AQUI DA ADE VEICULOS ESTAMOS NA ESCUTA

Por Ade Neneve em 19/06/2020 às 08:16h
Programa Manhã 103

Eai Tiago manda um alo pra nos ai...aqui da Coprossel!

Por Lucas Goes em 18/06/2020 às 08:35h
Programa Manhã 103

Bom dia Tiago . Wilson aqui do Iguaçu abraços

Por Wilson Aires em 18/06/2020 às 07:45h
Programa Manhã 103

Bom dia Tiago, manda um abraço aqui pra nós da Norte Topografia em Candói, estamos ligados na E103 abraço Charles Echer

Por Charles Echer em 17/06/2020 às 09:34h
Programa Manhã 103

To na escuta Zé aqui em Lençóis Paulista SP, manda um abraço pro meu povo que está na escuta la na Estância Baía, forte abraço.

Por Marcielo Ramalho em 14/06/2020 às 11:40h
Programa Prosa e Gaitaço

Aqui é o Mussum do Posto Shell de Chopinzinho, ... manda um cacildis pra galera que está acompanhando o programa

Por Posto Shell em 07/06/2020 às 10:44h
Programa Bolicho do Galizé

Bom dia, estamos aqui na Panificadora, iniciando os trabalhos

Por Moises Gandin em 06/06/2020 às 06:19h
Programa Festa na Roça

Boa tarde Exmo. Ver. e excelente radialista Antônio Cruz, parabéns pelo seu empenho no combate aos privilégios.

Por Odair Manfroi em 01/06/2020 às 13:39h
Programa Tarde Sertaneja

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 13:02h
Programa Musica da 103

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 12:57h
Programa Prosa e Gaitaço

Boa tarde aqui é o silvio, neto do saudoso NEGO DA GAITA, sempre estamos na sintonia educadora, quero ouvir Loira querida do INDIO ARAGANO, um grande abraço a todos do Presidente vargas

Por Silvio Grind em 31/05/2020 às 12:46h
Programa Prosa e Gaitaço

Está tocando agora Prosa e Gaitaço

Com Zé Moraes até às 12:59h

Menu

Vacina mais eficaz contra pneumonia é testada em humanos

Informação

Em 14/02/2020 às 09:32 hrs

147 visualizações

Com o tempo, a capacidade de conjugar cepas variadas foi aumentando e surgiram as versões 10-valente e a 13-valente.

Vacina mais eficaz contra pneumonia é testada em humanosVacina mais eficaz contra pneumonia é testada em humanos

Pesquisadores do Instituto Butantan e do Boston Children’s Hospital, da Universidade Harvard (Estados Unidos), estão trabalhando juntos nos testes em humanos de uma nova vacina contra pneumonia, mais barata e abrangente que as versões atualmente usadas no Brasil.

Até agora, acredita-se que o imunizante é capaz de proteger contra todos os sorotipos da bactéria Streptococcus pneumoniae, causadora da doença.

O trabalho inicial foi conduzido pela pesquisadora do Laboratório Desenvolvimento de Vacinas do Instituto Butantan, Luciana Cezar de Cerqueira Leite, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Fapesp.

Segundo ela, os testes clínicos fase I e II foram realizados na África e coordenados nos Estados Unidos pela equipe de Harvard, com apoio das Fundações Bill&Melinda Gates e do Path (Program for Appropriate Technologies in Health).

“Foram mais de dez anos de pesquisa até chegar a essa vacina celular. Inicialmente investigamos proteínas que poderiam ser usadas como alvo. Ao longo do percurso, surgiu a proposta da vacina celular, onde desenvolvemos o processo de produção e mudamos o adjuvante [substância capaz de potencializar a resposta imune] e até a via de administração. Inicialmente, pretendíamos criar uma vacina de administração intranasal, mas percebemos que o produto seria mais eficiente por via intramuscular”, explicou a pesquisadora.

Segundo Luciana, a pesquisa optou por usar uma estratégica diferente para ativar a resposta autoimune da vacina, usando como alvo proteínas comuns a todas os sorotipos do microrganismo, ao invés de usar os polissacarídeos presentes na cápsula bacteriana, como fazem as vacinas hoje disponíveis.

De acordo com estimativas, existem em todo o mundo mais de 90 sorotipos de Streptococcus pneumoniae que, além de pneumonia, causam doenças como meningite, otite e sinusite.

Os sorotipos são definidos com base na combinação de polissacarídeos presentes na cápsula que recobre o microrganismo. Nas vacinas convencionais, essa combinação de moléculas vai determinar o antígeno que, quando introduzido no organismo, induz a formação de anticorpos.

Já o produto desenvolvido no Butantan é capaz de ativar a resposta imune independentemente do sorotipo da bactéria.

Luciana disse que é importante desenvolver uma vacina contra pneumonia que seja acessível e funcione para todos os sorotipos de pneumoniae.

“No caso específico da pneumonia, insistir na inclusão de novos sorotipos em vacinas conjugadas só aumenta a complexidade e os custos de produção, fazendo com que vacinas que já são caras se tornem ainda menos acessíveis a países em desenvolvimento, como o Brasil”, disse.

Versões
As vacinas pneumocócicas conjugadas disponíveis hoje protegem contra 10 a 13 sorotipos da bactéria. Uma versão não conjugada compreende 23 sorotipos, mas não é eficaz em crianças, sendo usada mais em adultos.

“A primeira geração de vacinas conjugadas era hepta valente, eficaz contra os sete sorotipos mais prevalentes na Europa e nos Estados Unidos. Porém, como a prevalência varia de uma região para outra, não apresentava uma cobertura muito boa para Brasil. Abrangia em torno de 60% apenas”, observou.

Com o tempo, a capacidade de conjugar cepas variadas foi aumentando e surgiram as versões 10-valente e a 13-valente.

“Mas há um problema nessa estratégia. Quando se tira de circulação as bactérias de um determinado sorotipo, outras cepas vão surgindo naturalmente e o imunizante perde eficácia. É a chamada substituição sorotípica”, disse.

Além de mais abrangente, a vacina celular desenvolvida no Butantan não sofre o problema de substituição sorotípica.

“Outra vantagem está no preço. Embora seja difícil definir valores antes que o imunizante seja aprovado e comece a ser produzido, estima-se algo próximo a US$ 2. Atualmente, a vacina polissacarídica, a 13-valente, custa US$ 60 na rede privada e US$ 15 no Sistema Único de Saúde. Além disso a vacina anterior demora dois anos para ser produzida e a nova pode ser produzida em até dois meses”, reforçou Luciana.

Já foram concluídas a primeira (análise de segurança e toxicidade) e a segunda fase (análise de imunogenicidade) dos ensaios clínicos. “Pretendemos repetir a segunda fase nos Estados Unidos. É nessa etapa que se compara o tipo de resposta imune induzida em populações de diferentes países”, disse.

A terceira fase dos testes clínicos, ainda sem previsão para começar, envolve um número maior de pessoas e testa efetivamente a eficácia da vacina por meio da comparação entre uma população imunizada e outra que recebeu apenas placebo.

Fonte: Bem Paraná

Seja o(a) primeiro a comentar!

Enviando Comentário Fechar :/

Está tocando agora Prosa e Gaitaço

Com Zé Moraes até às 12:59h